Empresários do setor de casamento abusam da criatividade para driblar a crise

Apesar da crise financeira do Brasil ter gerado impacto negativo em diversos setores da economia, um dado que mais impressiona é o aquecimento do mercado de eventos em nosso país. O ramo de casamento registrou aumento de 25% em 2017, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular e a Associação Brasileira de Eventos Sociais (ABRAFESTA).

O que se pode observar  é que, mesmo com a turbulência financeira no  país, o setor é um dos que mais movimenta a economia brasileira, já que os noivos têm adaptado o orçamento de acordo com as circunstâncias. A promoter Rosimeri, de Duque de Caxias-RJ, tem uma estratégia. Ela investe em novidades, tendências e brindes para atrair clientes e fechar contratos.

No Brasil, as festas de casamento costumam custar em média R$40 mil, para 80 a 120 convidados. Na maioria das vezes esse valor inclui os principais serviços e despesas.

Segundo a pesquisa da ABRAFESTA, 50% dos casais gastam mais do que o valor previsto inicialmente. O ideal é ter um planejamento para organizar o orçamento e o quanto poderá ser gasto em cada fase do projeto de casamento.

Inovação movimenta o mercado

Em Pernambuco, houve um total de 1.106.44 casamentos nos últimos três anos. Desses, 9.373 ocorreram em Recife. O grande número de celebrações religiosas não só aumentou o número das vendas do mercado. O fato também ampliou a concorrência nos diversos segmentos de festas. Com isso, a empresa passou a oferecer cada vez mais inovações tecnológicas e praticidade para seus clientes.

Empresários que já trabalham no ramo estão ampliando seus serviços para atuar em outras segmentações. A intenção é atender tudo que o cliente precisa. Assim, eles podem realizar todos os serviços em um só lugar.

Existem muitas mídias online, como blogs, que auxiliam gratuitamente os noivos a escolherem desde o buffet até a roupa dos padrinhos e madrinhas. Esses canais também disponibilizam inspirações de decoração, cerimônias, penteados, acessórios para noivas, vestidos e até os melhores estilos de buquês.

A ABRAFESTA também anunciou que no país existem mais de 8.500 empresas de buffets, organização de festas e decoração. Mesmo em meio a crise generalizada o mercado de casamento continua sendo um setor em franca expansão.