Saiba o que rolou na cerimônia de união do príncipe inglês com a ex-atriz americana

O conto de fadas da vida real vivido pela ex-atriz americana Meghan Markle e o príncipe Harry ganhou seu capítulo principal ao celebrarem sua união no último dia 19 de maio. Pouco menos de seis meses após o anúncio do noivado, eles subiram ao altar na capela de São Jorge, no Castelo de Windsor, na Inglaterra. O casamento real reuniu 600 convidados entre as figuras importantes da monarquia britânica, celebridades, familiares e amigos dos noivos. Se você perdeu a cerimônia, confira os principais destaques desse momento histórico.

A cerimônia

O casamento real ministrado pelo reverendo americano Michael Curry, chefe da Igreja Episcopal. A mensagem principal falou sobre o amor, e ele mencionou algumas frases marcantes de Martin Luther King entre elas: “Nós precisamos descobrir a força redentora do amor e, quando fizermos isso, faremos desse velho mundo um mundo novo”. “Há poder no amor”, disse o reverendo. O coral, que emocionou a todos, cantou a música “Stand by me”. A decoração da capela estava composta com folhagens e flores brancas.

O vestido da noiva

Meghan Markle escolheu um vestido da francesa Givenchy, que tem como estilista uma inglesa, Clare Waight Keller  – primeira diretora mulher da marca francesa. O modelo, considerado minimalista e clássico, surpreendeu a todos e deixou a noiva super elegante. Ela também usou um véu de cinco metros de comprimento todo bordado com flores. As flores representaram a flora de cada um dos 53 países da Commonwealth.

Noiva revolucionária

Meghan Markle chegou revolucionar a família real britânica. A atual duquesa de Sussex é ex-atriz, divorciada, afro-americana e feminista, e entre suas atitudes consideradas modernas estão ela  subir a escadaria que dá acesso à Capela de São Jorge sozinha — ou melhor, acompanhada apenas pelos seus dois pequenos pajens. O fato foi inédito na tradição real.

Assim como Kate Middleton, Meghan não jurou obediência ao príncipe Harry. A tradição é dizer “love, cherish and obey” (amar, cuidar e obedecer em português)”, mas Meghan optou por dizer “love and cherish” (amar e cuidar). Os votos dos noivos foram exatamente iguais: juraram amar, confortar, honrar, proteger e ser fiéis um ao outro.

As alianças do casal

As alianças de Harry e Meghan são diferentes. Elas foram feitas pela Cleave and Company, joalheiros da rainha e também criadores do anel de noivado do casal.  O anel da ex-atriz e atual Duquesa de Sussex é feito de ouro vindo do País de Gales, oferecido pela Rainha Isabel II, enquanto a aliança de Harry é de platina com acabamento texturado.

Uma curiosidade é que os homens da família real britânica nem sempre usam aliança – eles não são obrigados a isso. O príncipe Charles é um dos poucos a ter optado pelo acessório, e seu filho Harry seguiu seu exemplo.

O buquê

O buquê de Meghan Markle teve um significado especial para o casamento com o príncipe Harry. As flores foram colhidas pelo próprio noivo na véspera do casamento, e entre as espécies escolhidas estavam os miosótis, que são nada mais nada menos do que as flores preferidas da sua mãe Diana. As flores foram escolhidas pelo casal para honrar a memória da princesa neste dia importante para a monarquia. Também fizeram parte do buquê ervilhas doces, lírios do vale, jasmins e rebentos de murta, pois são uma tradição dos ramos reais desde 1858.

Os convidados

Entre os presentes estiveram a apresentadora Oprah Winfrey, David e Victoria Beckham, George e Amal Clooney, a tenista Serena Williams e o cantor Elton John, que era amigo da princesa Diana. O casal também convidou 1.200 membros do público para o castelo de Windsor – entre eles, trabalhadores em organizações de caridade.